RSS

Sou brasileiro…e não aprendo nunca!

06 maio

Vim aki, mais uma vez atrasado com a porcaria do post (comprei a orange box à pouco tempo, então estou grudado no TF2)… mas lasque-se vamos ao assunto principal: FUTIBOL

Não aquela pelada com os amigos no fim de semana, mas o grandioso, o televisionado…e é aí que mora o problema.

22 caras, ganhando milhões pra ir lá, uma vez por mês, fazer o que você faz quase todo dia…de graça! Até aí, foda-se! Ninguém mandou eu querer estudar, podia estar por aí jogando futibol ou num MMA desses da vida (não com meu físico, é claro!), eles estão lá, sendo pagos pra se divertirem (afinal, um futiba é uma forma de diversão).

O que eu não consigo entender, é torcedor.

Não to falando do cara que se fantasia de jogador e vai pro estádio assistir, esse tem meu respeito¹ (maiomenos). É quase como ir ao show da sua banda favorita…é compreensível, e necessário pra que o esporte continue.

Tô falando daquele fidaputa, que perde passa os dias que antecedem o jogo concentrado, e no dia do jogo (devidamente fantasiado de jogador de futibol), o cara se senta no sofá, liga a TV, e manda a mulé trazer umas cervejas. E ali, o fidaputa pula, esperneia e grita como se alguém dentro da porra da televisão o pudesse ouvir. mas pode piorar…tem aqueles que juntam a família e os amigos para o programão do fim de semana: a final da porra do campeonato! E se o time perde, foi o fulano que é pé-frio que não devia ter vindo.

Fim de jogo:

  • Vitória: o cara pega o telefone, liga pra todo mundo que conhece, muda o status do msn pra “capeão istaduau“, põe a porra do hino do time pra tocar em loop no rádio do carro e vai dar voltas pela cidade com uma bandeira velha e remendada do lado de fora da janela. Paga aquela rodade de birita no bar, abraça aqueles outros senhores espertos (todos sem camisa, sem banho e devidamente besuntados de suor), fala alto, e grita o nome do time 200.000 vezes sem parar pra respirar. Beija o brasão na própria camisa, na camisa do amigo, na da amiga, daquele mendigo que tava passando, na camisa da tia do cahorro quente (aquela que só tem um dente), na bermuda, no copo, no parabrisa dos carros, nas cuecas dos transeuntes, qualquer lugar com o brasão do time…ganha beijo. No dia seguinte, vai fantasiado de jogador pro trabalho.
  • Derrota: o cara chora, desliga a tv (com socos e chutes), rasga a camisa, não atende nenhuma ligação pelo resto da semana, não entra mais no msn, briga com a mulé e ainda bate no cachorro. Vai pra casa de alguém que torce pro mesmo time pra discutir o roubo do juís, o zagueiro que recebeu pra fazer gol contra ou qualquer outra desculpa que arranje pra justificar torcer prum time que não jogue bem. Volta pra casa, e não vai trabalhar no dia seguinte.

Agora, o fator crítico: o CUSTO dessa porra toda.

Times:

  • Vitorioso: entrevistas, chuveiro, salário milhonário.
  • Perdedor:entrevistas, chuveiro, salário milhonário.

Torcedores:

  • Vitorioso: conta alta de telefone, carro com a bateria arriada, conta do combustível pra pagar, conta da cerveja que você pagou pra pessoas que você nunca viu (nem vai ver de novo), uma garganta irritada de tanto gritar, uma porrada de doença por ter beijado o mendigo e a cueca do Zecão…e pra fechar, um esporro do patrão por não ter ido de uniforme.
  • Perdedor: fica com fama de viado chorão, conserto da TV, perdeu sua camisa original que custou mais-do-que-você-podia-pagar, você perde todas as reuniões da semana por não atender o telefone, sua mulé te larga, seu cachorro te morde, sua fama de viado aumenta depois de você ser visto chorando abraçado com o Marcão na cama dele…e pra fechar, seu chefe te demite por faltar o trabalho e não aparecer nas reuniões.

Traduzindo: quem ganha com esta porra?

Os caras que jogam são profissionais e os que vão ao estádio, estão lá pra motivar o time…mas e esses fidasputas que ficam em casa se fodendo por 11 homens que ele unca viu me, nunca vai ver na vida?

Na minha mais sincera opinião, isso é só um refúgio pra tentar dar algum sentido às vidas medíocres que esses caras levam…cuja única alegria e motivação, vem dos feitos dos outros. DITTO.

¹desde que o fidaputa não vá lá pra arrumar confusão

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em 6 de maio de 2009 em protesto, Zero

 

Tags: , , , , , , , , , ,

3 Respostas para “Sou brasileiro…e não aprendo nunca!

  1. John

    6 de maio de 2009 at 3:32

    caralho, disse tudo, cara!
    Enquanto eu lia, imaginei totalmente meu tio (botafoguense) e meus primos (flamenguistas).

    E é exatamente isso aí descrito que pra mim, torna o fanatismo deles sem sentido.
    É tipo fazer uma aposta, né? Quem joga, perde ou ganha são os jogadores. E quem APOSTA, ou seja, os torcedores é quem têm que se sentir vitoriosos ou perdedores? (como se eles estivessem no campo e feito o gol, né?)
    Faz sentido isso? Pra mim, não. 😀

    Abraço!

     
  2. Luis

    8 de maio de 2009 at 20:35

    Ahhh eu curto Futibol ‘-‘

    Só não gosto mesmo dos corno que vai em estadio pra ficar brigando! u.u’

     
    • Zer0

      11 de maio de 2009 at 14:44

      Nada contra o futibol cara…só contra os fanáticos

       

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: